Acompanhar este blog

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Caldas de Açúcar



Caldas de Açúcar

Atingir o ponto certo para a calda de açúcar é muito importante para que os doces adquiram o sabor e a consistência desejados. A proporção, geralmente, é de ½ quilo de açúcar para cada 2 xícaras de chá de água.

Ponto de pasta – refere-se à quantidade de água que deve corresponder à metade do peso do açúcar. Mergulhe uma escumadeira no centro da panela; se a calda aderir e escorrer, formando uma espécie de cortina, estará no ponto.
É utilizada para cobrir bolos, biscoitos ou pães doces


Ponto de fio brando – pingue uma porção da calda num pires com água, deixe esfriar e pegue-a com o polegar e o indicador, fazendo movimentos de abrir e fechar os dedos. Se formar um fio quebradiço, a calda está no ponto.
É utilizada como base para cremes e docinhos.

Ponto de fio grosso – igual ao anterior, porém, ao testar a consistência da calda entre os dedos, o fio não deve se quebrar.
É utilizada como base para doces em pastas, geléias e recheios. 

Ponto de bala mole – pingue um pouco de calda em uma xícara com água fria e pegue-a com o polegar e o indicador. Deverá formar uma bolinha mole que perde a forma.
 È utilizada como base para balas, rapaduras e doces em pasta. 


Ponto de bala dura – igual ao procedimento anterior. Porém, ao testar a consistência da calda entre os dedos, você deverá obter uma bolinha que não perde a forma.
É utilizada como base para balas de coco, de ovos e para espelhar doces

Ponto de quebrar – pingue uma porção da calda numa xícara com água fria. Se ela estalar ao contato com a água e quebrar quando apertada com os dedos, está no ponto.
É utilizada como base para frutas cristalizadas, bom-bocado e baba-de-moça



Como estamos numa época de tantas festas, com tantas guloseimas, achei apropriado este texto que encontrei na revistinha COQUETEL, enquanto fazia minhas palavras cruzadas.

Todas as imagens foram tiradas da internet.

...........................................

8 comentários:

  1. Uma cruzadinha levar à doçura, é gostoso demais!
    Isso, é pura ciência, Estela! Sutis diferenças, entre uma calda e outra: para cada doce, um "ponto certo". Sempre acerto, na calda caramelada para o tradicional pudim de leite. Também, acerto na calda da "bebinca", um doce indiano que lembra o nosso quindim...Nos demais doces, tudo "açucara", não fica no ponto certo.
    Porém, agora, com essa "aula magna", não há possibilidade de errar.Valeu,veio na hora certa!
    Bendito COQUETEL!

    XÊRO!

    ResponderExcluir
  2. Muito boas estas dicas! vou levar comigo, para o meu livrinho de receitas. Obrigada
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga, como é difícil acertar um ponto de calda, adorei suas dicas. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Daqui, sai-se com água na boca, seja qual for o ponto e sem vontade de ver o fundo ao tacho!!
    Bela e doce postagem para este domingo de verão.
    beijocas.
    Graça

    ResponderExcluir
  5. Que dicas preciosas!! Beijos Estela!

    ResponderExcluir
  6. Uma delicia estas dicas. Deu água na boca. Uma doce semana pra você Estela.

    ResponderExcluir
  7. Hummm que delicias ...minha mae faz sempre calda de açucar pra colocar no pudim de leite condensado ...hummmm me da ate agua na boca.....deixa eu ir senao engordo so com o pensamento kkkkk beijocas amiga querida.

    ResponderExcluir
  8. Sempre achei mesmo difícil dar esse ponto nas caldas de açucar e tambem tento fazer aquela cobertura crocante que colocamos encima dos bolos de cenoura e nunca fica bom rs
    As caldas geralmente uso pra pudins ,quase sempre encaroçam rsrs
    vou levar pro meu livro de receitas.
    Obrigada Estela, super útil.

    ResponderExcluir